Essas coisas, logo aí embaixo... Palavras ditadas por um Ghost Writer.

26 de dez de 2007

Comentários [escritos, ora bolas...] de fim de ano

Até o próximo sábado eu vou pra Riozinho, cidade cravada em "algum lugar do interior de nossa querida província [vulgo RS]". Eu não sei pra onde eu vou, nem como, ao certo. Só sei que vou com amigos e, pelo que me contas, vai ser muito afudê. Acampar, ficar longe da "civilização" [que tantos danos causou ao meu - um dia - prodigioso cérebro]. Essas coisas caóticas...

Se você, caro e estimado [também poderia ser chamado de "espécie em extinção", dado o reduzido número...] leitor deste [nada] humilde blog notou, no post anterior tem uma expressão seguida de asterísco. A expressão é essa: Jingle Hell's.
Pois então... Eu não cunhei este termo, mas achei-o muuuito afudê, pra caralho.
E, por isso, dou aqui o devido crédito ao Ricardo Carlaccio, que teve essa sacada, que foi uma das coisas [artísticamente] legais que eu ví nesse Natal... Taí o blog do cara onde ele lançou a referida expressão: http://carlaccio.zip.net/

E taí o outro blog do cara, com contos altamente recomendados, de uma doidera e intensidade incomuns por aí. Putaria como "tempero" da história, e não ao contrário: http://bluevelvet.zip.net/

E era isso. Até o ano que vem... Eu acho.

Rimas de fim de ano [sem rima!].

Segurar o meu ímpeto dói-me! Ah, e Deus sabe disso.

Dói-me nos rins, nos pés, nos braços, na cabeça e me faz ranger os dentes.

Faz doer mais ainda os meus culhões. Muito, mesmo.

Eles, tão mal-tratados e desconsiderados por esta pessoa...


Isso tudo em virtude da razão, que me foi ensinada nos primeiros anos de vida

[e ao longo dela],

e que me assombra e policia desde então


Ah, se as pessoas que me rodeiam soubessem o que se passa entre minhas orelhas,

logo abaixo desse cabelo esquisito...

Nem andariam perto de alguém como eu, por certo.


E chega o verão, a estação do calor...

E o calor pode fazer com que coisas estourem!


Imaginar as perdas que tenho me doem tanto, ou mais, quem sabe.

Afinal, tudo é possibilidade

Só esperando a ignição, a iniciativa criadora


Hou, hou, hou.

Jingle Hell's*

Hey Papai Noel...

O presente que eu quero tu não tem!

6 de dez de 2007

ATENÇÃO: Esse texto NÃO é meu!! Mas diz muito sobre o que eu penso...

Putz, tinha que compartilhar isso com os [3, e diminuindo...] leitores do C. E. [O dia que eu escrever desse jeito vou estar beeem feliz...]:

"Quando era criança, minha mãe me ensinou a respeitar os limites dos outros. Eu aprendi por conta própria a desrespeitar os meus. No colégio eu era sempre um dos melhores alunos da classe até passar a desconfiar do que me ensinavam por lá. Então passei a ser apenas o cara que tirava a nota exata pra não reprovar. As pessoas se esqueceram de mim e eu conseguia me manter discreto e me dar ao luxo de não pensar mais neles. Eu cresci e percebi que todas as pessoas bem sucedidas estavam dispostas e abertas a negociações. Então entendi que jamais jantaria no mesmo restaurante que eles. Minhas opções e convicções me transformaram num sujeito triste na maior parte do tempo. Então decidi que não ia tentar persuadir mais ninguém. Fico apenas desse lado da janela olhando as pessoas dançando felizes do lado de lá. Viro as costas para elas com a certeza de que o lado de cá pode até não ser o mais divertido, mas é o lado que escolhi estar. E a possibilidade de escolher não é pra qualquer um."


Esse texto é do escritor-ator-blueseiro-blogueiro-diretor-e-o-que-der-na-mente Mário Bortolotto. Simplesmente resume 90% [ou mais] dos rumos para os quais eu levei os meus dias. Impressionante quando a gente vê algo assim, alguém [que eu nem conheço pessoalmente] traduzindo e pensando o que passa na minha cabeça... Fora tudo isso o cara tem ótimos textos, e ótimos amigos que também tem outros ótimos textos...

Recomendo o blog do cara, fortemente!!
Taí o link: http://atirenodramaturgo.zip.net/

24 de out de 2007

Bom, sabe "comequié"...

Aí vai um conto escrito na aula de "Redação para rádio", naquela "Grande Instituição de Ensino do Vale dos Sinos" que freqüento de quatro à cinco vezes por semana. Como a "base" para o dito conto era[m] uma[s] pessoa[s] da sala de aula, tive de "entortar" a história, pra manter seu cunho subliminar!! Detalhe: Ao postar, reli e dei uma levíssima recauchutada em algumas partes... Tenho em mente terminar a "versão original" e depois comparar com esta aí, que eu acho que está "bemboa".

Ele foi gerado a partir de uma idéia para um texto pessoal, aqui pro blog, mesmo. Como eu tinha que fazer um conto para a aula, e tinha este "esboço", utilizei-o em benefício do meu período de "ócio criativo" em sala de aula!! Rá! Aí está ele, colocado sem depuração dos "termos técnicos". OU SEJA... Ele está aí no mesmo formato como vai para uma lauda de rádio. Notem as peculiaridades...

Nem tudo aí escrito é MENTIRA!! Hahahahahahaha...

Conto inacabado – faltas e sobras e faltas./ !E sobras!/

Em mim falta, e sempre faltou, cara-de-pau./ Nela, sobra um namorado./ Ela é mais velha, vinte e um anos de vida nesse mundo de deus, se não me engano./ Mora com os pais numa belíssima casa que eu nunca vi, numa cidade que eu freqüento diariamente./ !É sempre assim, mas não é por um gosto sórdido, não pense mal de mim! Notou a rima?!/ Não, não foi intencional./

Elas sempre têm namorados sobrando./ !Ou namoradas, vá saber!/ Arrisco dizer que uma delas, certa vez, tinha até noivo, marido, ou algum outro tipo de parceiro estável e acomodado./ E eu sempre tenho qualquer tipo de estima faltando./ ?!Por que eu, justo um desajustado como eu, vou agradar alguém?!/ Não é lógico, não é racional, é totalmente improvável./ E eu creio muito pouco em coisa improváveis./

Sempre são mais velhas./ É uma sina, não é uma escolha./ Eu sempre me pergunto “?!e por que não as gurias da minha idade?!”./ Mas eu não sei./ Só sei que eu sigo a onda, e ela vem assim./ Na verdade eu nem sei se isso realmente importa alguma coisa./ Jovens ou experientes, sempre existe algo pra atrapalhar./ Provavelmente essa história de diferença de idade seja uma desculpa esfarrapada gerada pelo meu inconsciente./ ?! Mas será inconsciente mesmo?!/

Me falta um psicanalista./ Mas me sobram papel, caneta, teclado, mouse, monitor./ E editor de texto.../ Aquela coisa vulgarmente conhecida como Word!/ Tudo bem, WORD é marca e não um substantivo simples, mas por acaso alguém chama o achocolatado de achocolatado ao invés de NESCAU?!/ Ela tem amigas./ Com certeza não desconfiam de nada./ !Pelo menos é o que eu acho!/ Eu realmente não entendo. Essas meninas, que eu considero legais, com namorados amedrontando a minha imaginação – !Vai saber se algum deles, num dia qualquer, descobre meus pensamentos! – são a praga do meu mundo, tão doido e avoado./

É certo./ Se rola uma conversa legal com alguma guria, pode saber.../ No outro dia ela me fala despretensiosamente sobre o namorado, e blá blá blá./

Com ela também foi assim./ A gente começou a conversar, despretensiosamente, falando algumas coisas idiotas./ Algo normal entre pessoas que não tem qualquer vínculo mas que começam, num dia qualquer, a conviver numa mesma parte do espaço-tempo./

Parece uma regra./ ?!Ela é legal?!/ ?!Fala algo interessante?!/ Pois contente-se em saber isso, ela não é pro seu bico!/ Se a juventude veio pra me provar algo, com certeza foi isso./

Ah, é, não expliquei onde nos conhecemos./ Pois bem.../ Não trabalhamos juntos, mas perto./ Uma distância suficiente para eu vê-la quase todos os dias, durante o expediente todo./ Como eu já contei, a gente começou a conversar por pura casualidade./ Só que, aos poucos, eu via que combinávamos em muitas coisas./ !Muito, muito mais importante do que isso!/ Depois de uma fase de envolvimento superficial, baseado simplesmente no trabalho, tínhamos um diálogo livre e direto, sem amarras ou farsas./ Nossos contatos fluíam de forma natural, assustadoramente simples, algo que eu sempre prezei nos contatos com pessoas em geral mas, principalmente com meninas./

Hoje eu estava muito irritado./ !Comigo!/ Pensei em chegar e gritar tudo que atormenta minha cabeça todos os dias./ Tipo o IGGY POP cantando, um esporro./ Raiva, amor e medo em relação à vida./ Tudo junto, na voz berrada, nos trejeitos malucos./ Na urgência PUNK de fazer algo e não se importar com os efeitos./ Como vomitar as tripas depois de um porre gigante, pra se sentir um pouco melhor./ !Mas só um pouco!/

E eu cheguei, abri a porta, disse oi pra ela./ Começou mais um dia, mas hoje algo mudou./ Eu “tô a fim” de ver o mundo explodir, e nem ligo pras conseqüências. Tô a fim de jogar tudo por cima do lugar onde ela se posta./ Tipo quando a pessoa joga fora, !raivosamente!, alguma coisa que lhe traz sentimentos controversos e difíceis./ Vamos ver no que dá...//

Tenho tido consistentes lampejos de idéias... Agradeçam aos contos do Rubem Fonseca!!

14 de out de 2007

Sobre como se deve viver

As pessoas dizem:
"Pra viver bem
Devemos ter ambição"

E eu
o que faço então?

Se aqui, dentro de mim
Não existe essa tal ambição?

Ter carro, casa
Dinheiro pra fazer
Tudo nos conformes
Comer bem, comprar o que quer
Parecer um cidadão decente...

O que eu faço
Se nada disso me atrai?

Mas se eu não tenho ambição na vida
Pelo menos tenho desejos!!
(Por que os desejos são mais singelos, menos traiçoeiros
A ambição é feia, é boçal
Como um "playboy" ignorante que faz tudo o que quer
Sem lembrar das outras pessoas)

Mas o que fazer
Se a maioria é no mínimo impossível?

Democracia e/ou verdade
Certo e errado
Garotas bonitas
Senso de vida em comunidade
Dominar a semiótica

Pessoas vivendo
Na maior simplicidade

É tão fácil reunir essas palavras
Se as coisas "reais" fossem descomplicadas assim...
(Mas são! O problema é a comunicação entre as pessoas...
E os conflitos de egos!)

Realmente
É dificíl viver sem ambição...
Mais dificíl pra mim é entender o porquê da ambição

Eu não quero ser "bem sucedido"
Não quero ser "popular"
(Por que as pessoas não me animam
Por que eu não concordo com a vida
Que eu vejo todo dia quando acordo, já cansado)
Não quero um monte de coisas

Só quero ser eu mesmo
Sereno, despreocupado...

A ambição move o mundo
Não sei bem pra onde
Mas eu não quero ir junto...

28 de set de 2007

Poesia Concreta

Aí em baixo tá uma das coisas que mais me orgulhei em ter feito, na vida toda! Acho que tem toda a essencia necessária pra uma boa poesia. Queria mostrar a folha escrita ao vivo pra todo mundo, ela tem uma força muito doida. Como não dá pra fazer isso, digitalizei a folha pra que as pessoas tenham uma idéia...

[O poema, [na versão final e sem restrições de espaço pra escrita!] abaixo da imagem tem algumas alterações, coisas que eu desenvolvi a partir da "idéia-base" o texto na folha.


Eu sempre esqueço o budismo na hora decisiva... E só me fodo./
Todos os meus pensamentos que eu não mato, me matam.

Raiva, sono, calor. Tudo junto. Raiva por

não fazer o que eu quero/acho-que-devo fazer [...o pudor e a liberdade individual me impedem de entrar em detalhes]. Sono por

que [uma caneta passa voando pela sala de aula!

É assim que o professor resolve o problema de déficit

de atenção de alguns colegas...]

eu durmo pouco, eu vivo procurando alguma

coisa que eu não sei [será que não?!] o que é

ao certo. Calor por que FAZ calor em pleno

inverno. Calor por causa da poluição atmosférica, calor por que não é frio o que eu

tô sentindo. E isso até me dá vontade de

tomar um banho... Cabelos [longos, longos...],

mãos & braços & gestos lindamente femininamente delicados. Tão

perto, e TÃOOOO longe...

Tééédiooooooooo...

Alegria não rende texto, vida fácil

não rende texto. Texto vem junto

com a quebra, com ruptura de conceitos, é o

resultado por remar contra a

maré, dar o contra, não

entender, confundir

e não sentir vergonha

de achar isso

engraçado.

Isso é difícil

[não rende

dinheiro,

nem foda,

nem fama],

mas, mesmo

assim

eu

me

divirto!

Sarcasmo.

11 de set de 2007

Por que meu vício é a música e o QotSA minha droga favorita. Eis aqui [mais uma!] resenha do disco “Era Vulgaris”.

Bom, acho que o título já deixa claro algumas de minhas preferências. E, já que sou um apreciador voraz da banda, tava na hora de escrever sobre o [agora – em setembro – nem tão] novo disco.

Esse fato – eu ser FÃ fervoroso desta que considero a melhor banda de “rokk” [termo islandês pra “rock”] – atrapalha, um pouco, minha explanação sobre qualquer coisa produzida pelas “Rainhas”.

Separar o fã doido do [cof, cof] “jornalista” [hahahahahaaha!! Cof, cof...], que tenta descrever as músicas não é tarefa muito fácil. Mas, na real, eu mando a “seriedade” e a “objetividade” jornalística às favas...

É muito melhor delinear uma coisa à luz das sensações que ela nos traz do que ficar aprisionado, simplesmente, a algumas sentenças “racionais”.

Falando propriamente do contexto [da banda] em que “Era” foi lançado, dá pra dizer que muitos apreciadores do “Queens...” tinham medo do que viria [falo com base nas discussões que acompanhei na comunidade brasileira do QotSA no Orkut, um exemplo de como esta ferramenta pode ser útil, se bem utilizada] nesse disquinho.

A volta do saudoso carequinha Nick Oliveri [eu sei que é errado e tal, mas ainda acho que “Olivieri” soa mais legal.] foi profetizada por alguns [diriam eles que estava “escrito nas estrelas”??!]... A participação de Julian Casablancas amaldiçoada aos quatro ventos por outros. A pergunta que deixava o pessoal apreensivo: “Qual o rumo que o QotSA vai tomar agora?!” . “Vai rumar “pros” lados do eletrônico?”, “Vai virar emo? Ou vai ir pra lambada?!”

Em junho [FINALMENTE!!], depois de muita especulação e blá blá blá, o disco vazou na internet. A grande maioria do pessoal [que curte a banda...] achou bom, melhor que o anterior, “Lullabies to Paralyze”. Este foi lançado em 2005, e não conta[va] com a simpatia de muitos apreciadores do tal “Robot Rock” feito pelo Sr. Josh Homme [guitarrista, vocalista, fundador e manda-chuva da banda, para os desavisados!!].

Falando no “Lullabies”, o fato do álbum “Era Vulgaris” ser seu sucessor era fator que aumentava as expectativas do público. Primeiro disco após a saída de Oliveri da banda, e com uma sonoridade mais “leve” [segundo Josh, sonoridade essa direcionada “para as garotas”, ao contrário dos outros discos da banda “para os garotos”] – mas tendo uma BELÍSSIMA sonoridade “obscura”!! – L2P, como é conhecido pelos fãs, não tinha muita receptividade, sendo considerado um disco mediano frente aos outros ótimos discos lançados por Josh e SUA banda. A saber: Queens of the Stone Age [1998], Rated R [2000] e Songs for the Deaf [2002] – o MELHOR disco de Rokk do novo milênio!

Parece que em Era Vulgaris, Josh contou com Trent Reznor como “mentor”, já que a sonoridade do Queens – sempre mutante – debandou para os lados dos efeitos eletrônicos-industriais. Chriss Goss reaparece como produtor da banda... Satisfação garantida ou seu dinheiro de volta [nesses tempos de MP3, deveria ser “satisfação garantida ou música deletada”!!].

Participaram das gravações Troy Van Leeuwen e Joey Castillo, integrantes da banda desde a turnê do Songs for the Deaf [quando lembro que não pude ver essa turnê – por variados motivos – me sinto infeliz], além de Alain Johannes, membro do QotSA desde L2P.

Também estiveram envolvidos os já citados Julian Casablancas [Strokes], Trent Reznor [Nine Inch Nails], mais Mark Lanegan e Billy Gibbons [ZZ Top], todos fazendo participações especiais [eu quero saber O QUE FIZERAM COM A PARTICIPAÇÃO DO GIBBONS, que não entrou no disco?!].

Agora, vamos ao comentário das música do disco [e algumas “bonus tracks” também!!]:

TURNING ON THE SCREW: Um dos riff’s mais fodidões que eu já curti!! “Tã-ram, tã-ram, tã-ram, tã-rã-ram”!! Acompanhamento simples da bateria, versos arrastados... [Não conta pra ninguém, mas, aquele movimento “mão-pra-cima-mão-pra-baixo” que os rappers fazem cabe certinho no ritmo do verso, heheehe!!] Final apoteótico [daqueles que o Josh sabe fazer...]. Entrou pra lista das minhas preferidas da banda.

SICK, SICK, SICK: Mais um riff forte, mas esse não me “emocionou” tanto... A participação do Casablancas é BEM discreta – e legal, na minha opinião –, nem dá chance dos “reclamões” apontarem falhas. É divertida, “urgente”, agitada.
“I’m gonna change...
I don’t wanna change” [Eu adoro esses versos!!]


I’M DESIGNER: Num disco cheio de riff’s, mais uma música com uma guitarrada marcante!! Nesse caso, o riff mais estranho que eu escutei há tempos [pelo menos nas primeiras audições]... Um solo maluco!! Na letra, críticas sarcásticas, como mostra o primeiro verso: “My generation’s for sale” [minha geração está a venda]. Designer é usado como gíria para superficial, não se referindo a designers, web-designer ou adjacências...

INTO THE HOLLOW: Usando termo de Allen Ginsberg [não lembro a que ele se referia quando disse isso...], defino a música assim, simplesmente: “Iluminação Musical”. Linda, linda, linda... Os arranjos vocais, o andamento da bateria, a lap steel... Fora que o backing vocal do Mark Lanegan ficou simplesmente perfeito. Apesar de não aparecer o nome do cara nos créditos da faixa, tenho CERTEZA que o backing vocal é dele. E tenho dito!!

MISFIT LOVE: [Embora eu não entenda patavina de música eletrônica...] Essa música, pra mim, parece ser a mais a coisa mais próxima do eletrônico que o QotSA já fez... Vários efeitos, sobreposições, leves dissonâncias... PUTAQUEOPARIU, que coisa boa!! E ainda tem uma das melhores coisas do mundo pra se cantar:
“Ain’t born to loose, baby
I’m born to win”!!
Pra completar, um final HIPER viajante...

BATTERY ACID: Pra mim, uma das melhores do QotSA!! Essa faixa desperta reações extremas entre quem ouviu: amor ou ódio totais!! O ritmo “nervoso” dela, na minha opinião, é uma das coisas mais legais que uma música pode ter. Uma música que tem esse poder de te deixar INQUIETO e propenso a insanidades não PODE SER RUIM [simples assim]!! Solo maravilhosamente barulhento. Vocal do Josh [se aproveitando dos reverbs] com um timbre adoravelmente estranho.

MAKE IT WIT CHU: Basicamente, “Fuck Music” [se é que me fiz entender com essa expressão, hehehe...]. Baladinha singela, para agradar garotinhas... Blá blá blá. MAS, ALÉM DISSO, é sim uma boa música. Dá pra colocar uma criança pra ninar ao som do refrão [claro, IGNORE o conteúdo da letra!!]: “I wanna make it/ I wanna make it chu” [Eu quero fazer, eu quero fazer “isso” com você]!! Ah, e quase esquecendo, pra completar a faixa, no finzinho ainda aparece um sintetizador [será?! Essa eu chutei, hehe!!] tocando o refrão de Era Vulgaris [a música!]...

3’S & 7’S: Antes de qualquer coisa: COMO o Josh consegue cantar e tocar a base [que tem um ritmo TODO estranho na guitarra!!] dessa música ao mesmo tempo sem se perder??!
“Liiiiiiiiiieeeeeeee, LIIIIIIIEEEEEEEEEE to my face”...
Ela me empolgava muito quando vazou na internet, agora é uma “música legal”...

SUTURE UP YOUR FUTURE:Boa pra viagens espirituais [seja lá o que eu quis dizer com isso!]. Os acordes dão a sensação [ao ouvinte], na MINHA opinião, a estar flutuando ou navegando calmamente. Taranquila. Boa pra apresentar QotSA a quem tem medo de “rock pesado”, hehehe.

RIVER IN THE ROAD: Alguém aí ouviu o Mark Lanegan nessa música [sim, EU SEI que ele canta, mas parece uma participação simbólica, só pra constar nos créditos...]?! Até em “Into the Hollow” da pra notar uma participação mais efetiva do cara... Deixando isso de lado, River in the Road é uma faixa muito boa, por que faz o que se propõe: conta uma história “levemente macabra”, envolvendo o ouvinte numa atmosfera [?!] sombria. Tri afú!
“Run, darling, run...”

RUN, PIG, RUN: COM CERTEZA, uma faixa memorável da banda!! Cantada em falsete pelo titio Josh, é “uma das melhores músicas do Lullabies to Paralyze [que não está lá!]”. Psicodelia, doidera, viajem afú [tudo isso graças a sobreposições, timbres, vozes, coisas que sempre aparecem bem usadas no QotSA!]. Falar sobre as sensações causadas por essa música é dificil. Só tenho a dizer que é algo MUITO bom.

RUNNING JOKE: Começa com um dedilhado [?!] TRI fodidão, leve e melodioso... Final apoteótico, reverberando nos ouvidos!!
"When I was a little boy..."

ERA VULGARIS: A faixa que não está no disco, mas que dá nome a ele. Tem um ritmo “vibrante [??]”, quem sabe até alegre...

Em resumo: Pode não ser o melhor álbum do QotSA [e eu nem quero entrar nessa discussão], mas, com certeza, é o mais “psico-ativo” [acho que inventei uma palavra!!] deles. Se dá pra chegar, através da música, a efeitos que “abram as portas da percepção” como certas “coisas” por aí, esse som está no Era Vulgaris. Não é à toa as cores utilizadas na arte gráfica do disquinho [a saber: rosa, verde, amarelo e preto.]...

Era Vulgaris: Eu uso todo o dia!

14 de ago de 2007

Noites "Porto-alegrinas", conto 1... Ou "eu vou ver/ouvir Walverdes hoje, nem que seja a tapa"!!! [parte 2 - Final]

Depois disso todas as lembranças são escassas... Afinal de contas isso ocorreu há MESES [dado à minha enrolação característica, fui "empurrando com a barriga" este relato]. Mais exatamente em 26 de abril... Pra terem uma idéia, estou escrevendo esse trecho em 18 de JULHO!!!

Bom, fora as bandas, lembro de ter sido cumprimentado pela Francis K, da DAMN LASER VAMPIRES [banda responsável pelo MELHOR show de rock que esta província já viu]! Ronaldo Selistre, vocalista e guitarrista da DLVampires, também estava lá prestigiando o evento.
[Obviamente eu fui meio "monossilábico" com a Francis, pois o vinho já dominava a minha cabeça, e eu não queria falar nada idiota. Por isso mesmo não fui até o Ronaldo cumprimentá-lo. Afinal, "o risco de falar besteiras aumenta proporcionalmente ao aumento do número de pessoas com quem você conversa"!! Essa minha última expressão entre aspas devia ser alardeada entre os bebuns mundiais, eu acho!]

Agora vamos ao que interessa, os "conjuntos musicais":

SPACE RAVE: Eu estava curioso pacas pra ver o show deles. Tudo isso por que os "líderes" [eu acho] da banda são Edu Norman e Mari Kircher [esse último nome eu não sei se escrevi certo, paciência.]. Eles também tocam na Planondas [que eu nunca ouvi ou vi, mas da qual recebo sempre bons comentários] e na Dirty [banda da qual eu sou fã, que tem boa influência de Sonic Youth]. E é por gostar bastante da última banda citada e pelos comentários elogiosos à própria Space Rave que o interesse aumentou.

Mas, sendo SINCERO, eu lembro de pouca coisa do show deles em si. Inesquecível não é um adjetivo que eu possa usar para descrever o momento [o que não quer dizer que não tenha sido bom!!]. Na verdade, o que me chamou a atenção foi ver quem tocava bateria na nova formação [ao que me consta, a banda troca de formação freqüentemente]. O cara é o [baita!!] baterista da WALVERDES, banda que considero uma das melhores do nosso belo país chamado "Brazil"!! E o cara tem uma mão pesada nos Walverdes... Já na Space Rave ele alivia um pouco o peso nas batidas, mas sempre com qualidade...

A "BANDA COVER DA QUAL NÃO LEMBRO O NOME": Pô, os caras eram muito bons!! Sei que o baixista toca na Irmãos Rocha!, baita banda de "PUNK ROCK ROOTS" -- sabe como é, numa época em que uma PORCARIA como o CPM 22 é considerada "punk-rock", a gente precisa deixar as coisas BEEEEM delineadas. O tal punk rock roots nada mais é do que o velho e bom punk rock tradicional, tosco, agressivo... DELÍCIA. O resto dos caras eu não conhecia.
Versões BEM pesadas tanto pra músicas já pesadas, normalmente, quanto para outras nem tão barulhentas originalmente [MUITO bom...]!!

O que importa: Eles tocaram uma versão MUITO FODONA de "Eletric Funeral", do Black Sabbath [se você não conhece Black Sabbath, não perca tempo: ENFORQUE-SE... Ou redima-se deste pecado busquando as músicas dos caras por aí!!], além de algumas do QUEENS OF THE STONE AGE [eu nem vou entrar nas especificações sobre essa banda, vocês já devem estar de saco cheio de me ouvir falar – BEM -- deles...]. A banda era muito boa, só que, como fã de QotSA, notei a falta de uma segunda guitarra pra tocar músicas como "Go with the Flow". Mas, apesar disso, todas as versões dos caras foram muito boas.

Um detalhe "pitoresco" na apresentação deles: A correia [aquela tira que segura o instrumento junto ao corpo de quem toca] da guitarra, do guitarrista [é óbvio que a guitarra é do guitarrista... Esse trecho ficou mal-escrito, mas não consegui pensar em nada melhor.], se desprendeu do instrumento. O cara teve que segurar a guitarra na perna durante um tempo, pra não deixá-la cair... Adivinha quem foi ajudar o cara [a "rearranjar" a correia]??! Sim, esta pessoa que vos escreve!! Apesar de ser um ajudante um tanto desajeitado, eu consegui solucionar o problema, para o bem dos meus ouvidos, da guitarra [que "tava" pedindo pra cair no chão], e do rock...

Fora isso, minhas lembranças são fraquíssimas... Lembro de quê, na discussão – entre eles – pra decidir qual seria a última música que tocariam, o baixista sugerir QotSA... OBVIAMENTE eu concordei e reforcei o pedido... Quando o baixista foi ver quem estava pedindo a música, me viu com minha "camisetinha" vermelha de [adivinhem qual banda!!]... Ele teve que dar uma risada. É a última coisa que eu lembro da apresentação dos caras.

WALVERDES [afinal, foi por causa da minha vontade de vê-los – e ouví-los, principalmente – que eu fui até lá!!]: SINCERAMENTE, eu não lembro de quase nada, mas vou tentar [eu disse TENTAR, caramba!!] "me puxar".

Eles não tocaram muitas músicas do último CD, Playback [eu trabalho desde o ano passado numa resenha, sobre esse disco, que ainda não chegou na metade...]. Logo, eu não conhecia boa parte das músicas tocadas. Isso nem importa tanto, afinal, elas eram boas e eu agitei [tá bom, nem tanto assim, hehe...].

Um fato "engraçado" que ocorreu durante a apresentação deles foi a "aparição de Carlinhos Carneiro, vocalista da Bidê Ou Balde [banda que não me "emociona" muito, mas que não é de todo mal...]. O cara parecia bem louco [provavelmente sob efeito de "aditivos", mas não posso confirmar, é só um palpite!!]...

Além de ter me falado alguma coisa – com certeza ele se dirigiu a mim por que eu era, acho, o único que se "movimentava" [dançava??! Não, acho que não é um bom termo, hehe...] ao som da banda – e [TENTAR] agitar as pessoas ao seu redor, o cara carregou o Mini [vocal e guitarra da Walverdes] nas costas.

Como o pai que leva seu pequeno filho nas costas, andando num parque em pleno domingo ensolarado, à tarde. Só que haviam umas PEQUENINAS diferenças: na cena que eu vi, havia um pai [PROVAVELMENTE!] "aditivado", com uma cara ensandecida, descabelado e a barba por fazer. Viajando em loucuras, por certo. E o "filhinho" tinha uma Fender em mãos, emanando um som incrementado pelo "Fuzz ensurdecedor" e pela distorção, que é uma dádiva de DEUS dada aos que sabem usá-la com sabedoria...

Apesar disso tudo, as pessoas ao redor da banda, dentro do bar, pareciam cansadas... Moribundos a caminho da Morte, com certeza eram o que pareciam os espectadores naquele show...

Depois disso [deve ser a SÉTIMA vez que eu retomo esse texto tentando terminá-lo!! A data: 9 de agosto...], minha memória não ajuda muito. Mas com certeza nada de extremamente importante aconteceu entre o fim do show da Walverdes e minha saída do bar.
Por fim, quando saí do Jekyll, não encontrei meu "amigo" flanelinha [eu sou tão desmemoriado e "anti-emocional que não sei nem mesmo o nome do cara!!], com quem travei conhecimento naquela noite. Sendo assim, não pude pegar o táxi que ele se prontificou a me indicar quando terminasse minha "noitada".

Peguei outro táxi e, pra isso, marchei com 8 ou 9 pilas pra andar 5 MINUTOS dentro do táxi!! Tudo isso por causa do medo adquirido – ou insegurança, nos últimos anos, de andar pelas ruas à noite.

A grande responsável por isso é minha mãe, com toda a certeza [a violência, por si só, nunca me apavorou muito desde que comecei a dar meus "passeios noturnos". Mas claro que sempre me mantive alerta aos movimentos noturnos ao meu redor!] O fato é que ela tanto me "avisou" e me "previniu" dos perigos que se corre nas ruas à noite, que eu não sinto mais tanto prazer ao andar por aí, vendo as estrelas e tal...

MAS, voltando ao relato daquela noite, propriamente dito...

Fui deixado pelo táxi no terminal de ônibus para minha QUERIDA cidade, a terra das oportunidades, Gravataí. Enquanto o ônibus não saía, eu fiquei observando os ratos e outras criaturas noturnas da capital, além de todas as almas perdidas, desabrigadas, desamparadas, et cetera...

Voltei pra casa e dormi. E foi isso... [esse final fixou MUITO ruim, acho, mas não tenho nada melhor em mente... Então era isso!!]
[IS THIS THE END.]

9 de ago de 2007

Noites "Porto-alegrinas", conto 1... Ou "eu vou ver/ouvir Walverdes hoje, nem que seja a tapa"!! [parte 1]

Nessa narrativa eu vou tentar [TENTAR!!!] descrever um dos últimos shows que presenciei [e toda a "indiada" para tal...]. Walverdes, Space Rave e uma outra banda da qual não lembro o nome [mas que tocava covers muito bons!! Desculpem minha total falta de compromisso com os fatos...]!!

Então, NÃO encha meu saco se achar errado o desenvolvimento da história. Eu odeio o "esquema" tradicional de narrativas [apresentar personagens e contexto, desenvolvimento, situação de "conflito", resolução do conflito e final...], simplesmente por que eu prefiro usar um outro esquema nas minhas narrativas: escrever o que eu lembro e o que acho interessante/engraçado!!! SÓ.

No princípio [reinava o Caos!!! Hahahahaha, brincadeira...], o que me moveu foi uma "baita" vontade de ver a Walverdes, depois de se passar mais de um [eu disse UM!!] ano desde a 1ª [e única] vez que assisti um show deles... Somados a isso haviam a "curiosidade musical" que eu tinha sobre a Space Rave, e a NECESSIDADE de ir a uma festa, coisa que eu ando fazendo muito pouco [minha mãe discorda veementemente!] para o meu gosto, ultimamente.

Vou tentar resumir as "preliminares" [duplo sentido. Maldito, não me "larga de mão"... As únicas preliminares que tenho visto são as de jogos de futebol -- futebol que eu nem curto muito --, mas isso é outro papo.] da noitada, já que os fatos "pitorescos", na minha opinião, aconteceram mesmo a partir do momento em que desci do ônibus, perto do Dr. Jekyll. O bar...

Tempos depois [semanas!!], retomando o texto [preguiça é algo trágico]...

Escrever MUITO tempo depois dos fatos, baseado só em LEMBRANÇAS [vocês não acham que eu saio de casa com um bloquinho pra anotar detalhes de festas, né??!] é difícil. Mas vou tentar levantar as coisas mais engraçadas/curiosas/importantes daquela noite!

Eu iria pra essa festa com duas amigas, a Tassi e a Camila [mas ahhhhh, hein??! Bem acompanhado por demais! Duas gurias que são "gente fina, sincera e elegante"!]. Quem visse tal acontecimento até poderia pensar que eu tenho "a manha" pra tratar gurias mas, INFELIZMENTE, eu não tenho esse "dom".

Mas como sorte de pobre [e preto... E canhoto... E gravataiense...] dura POUCO, elas acabaram não indo. Hahahahahahaaha! Apesar das baixas, não desanimei. Parti para Porto [não sei por quê, mas dizem que é Alegre]. Fui pego de surpresa por esses acontecimentos caóticos, mas perseverei. Nada que uma "matada de meia aula", umas mentirinhas [pra minha mãe!], alguma falta de juízo e um pouco de cara-de-pau não dessem conta! Haha.

Apesar de conhecer o Jekyll, mal sabia como chegar até lá, já que não conhecia/lembrava o nome da rua onde deveria descer do ônibus!! Depois de pedir umas informações para os colegas porto-alegrenses, embarquei no ônibus que saiu às 21:30 da Unisinos para a Capital.

Depois de chegar [sem problemas] na Cidade Baixa, fui dar uma caminhada pelas ruas próximas ao bar. Andei um pouco, achei um boteco com vinho barato e levei, por 3 pilas e 50 [eu acho], um litrinho de vinho para me alegrar, antes dos shows. Detalhe: Eu cheguei às imediações do Jekyll antes das 22h30min. O bar abriria pouco antes da meia-noite. Até lá eu não tinha muito o que fazer, era beber o vinho e pensar qualquer bobagem...

Enquanto eu estava "admirando" o Largo da Epatur, ou Largo Zumbi dos Palmares, ou seja lá como chamam AQUILO [eu não sei a definição de largo, mas pra mim AQUILO parece simplesmente um terreno baldio asfaltado em meio à cidade, um estacionamento...] -- pensando que a noite seria boa, mas solitária -- um flanelinha veio falar comigo. Me pediu um gole do vinho e tal, por causa do frio... Obviamente eu dei um pouco da bebida [ele tinha uma garrafinha pequena, onde colocou uns goles] pra ele.

É aí que começa o fato mais curioso da noite [e interessante, falando sobre o aspecto da minha "CURIOSIDADE ANTROPOLÓGICA"!!]. Eu, que fui até Porto para ver um show de bandas independentes, com o CHATO público indie [em geral], fiquei conversando com o tiozinho que guarda carros, antes de entrar no bar.

A gente conversou sobre VÁRIAS coisas [lembro que começamos falando da Copa do Mundo no Brasil, e de como esse projeto é um barco furado] mas, só pra variar um pouquinho [hehehe], eu não lembro de tudo!!

Mas de alguns temas eu lembro...
"Vida noturna [ou boêmia];
vida em família, estudos;
vida "bandida", mulheres".

Eu realmente queria me lembrar dos detalhes da conversa, porém não consigo... Mas o fato que me deixou impressionado é de como as coisas são imprevisíveis [tipo, ficar conversando sobre a vida em geral com um flanelinha, antes de entrar no Jekyll, era algo que eu realmente não imaginava!]. E de que sim, eu ainda consigo mergulhar no VERDADEIRO underground da cidade!! Pois aquele tiozinho, com toda a sua "malemolência" pra levar a vida, é MUITO [mas MUITO!] mais "under" do que qualquer gurizinho de classe média-alta, que se acha "O intelectual" por que gosta de bandas obscuras e tal...

Tudo isso e eu ainda nem contei como foi o show, propriamente dito... Mas vamos ao que "interessa [?]", então!

Entrei no bar pouco antes da meia noite. Antes, porém, combinei com meu [novo?!] "amigo" sobre tomar uma caipira com ele depois que eu saísse do show. e pegar um táxi até o terminal dos ônibus com algum taxista conhecido dele [ali das redondezas do Jekyll], que faria mais barato a corrida.

Acho que não é preciso dizer que eu tive que "lutar contra o tempo", pra tomar quase 1 litro de vinho antes de entrar no bar... Provavelmente essa seja uma das coisas mais doidas do mundo. Num momento o cara mal tem trago suficiente pra molhar a língua... Em outro tem que beber até pelo nariz!!

Entrei TORTO, muito torto. Hahahaahaha... Mas me comportei bem, fiquei quietinho no meu canto, observando as 2 [menos quem sabe, não lembro] que tinham entrado antes da meia-noite [o costume dos porto-alegrenses de pagar entradas mais caras nunca vai ser compreendido por mim!].

Obviamente, parecia estranho às pessoas um cara sozinho, com uma mochila [semi destruída], levemente embriagado [vulgo BÊBADO!] e com uma cara de poucos amigos sentado na primeira mesa à frente do palco [se é que da pra chamar de palco, hehe] do Jekyll. Ótimo, FODA-SE. [Se vocês não sabem: Meu esporte preferido é amedrontar, assustar e/ou deixar pessoas nervosas. É divertido pra caral... Heheheheehehe.]

Claro que, depois de tanto vinho ingerido, passei a ser um freqüentador assíduo do banheiro. Afinal de contas, "desaguar" é preciso!
[CONTINUA!!!]

23 de jul de 2007

Vamos falar de proibições... Ou não atinjam o meu copo.

Tudo bem, admito, já devia ter escrito isso antes. Afinal de contas o assunto teve seu auge de divulgação na mídia há quase um mês. Mas foda-se! Só agora eu consegui tempo pra organizar minhas idéias sobre isso e, além do mais, ainda é tempo de TENTAR conscientizar [grande pretensão, a minha! Eu não conscientizo nem o meu cachorro...] as pessoas, já que a medida -- equivocada, pra dizer o mínimo -- a que me refiro ainda não foi tomada!

A essas alturas do campeonato todos já devem ter ouvido falar sobre a "sugestão" do secretário de segurança da nossa "província" [vulgo RS, pra quem não sabe, hehe]. Restringir a venda de bebidas alcoólicas nos finas de semana e nas noites dos outros dias, na capital e em algumas cidades da grande Porto Alegre. Ora, uma medida como essa não tem o menor cabimento em pleno terceiro milênio, na minha opinião.

Em primeiro lugar, a bebida não "cria" comportamentos perigosos, nem é a culpada por "desvirtuar" pessoas de bem, transformando-as em assassinos em potencial. Se uma pessoa é capaz de atitudes danosas à sociedade ou a ela mesma quando alcoolizada, é por que, nesse momento, exterioriza instintos repreendidos por ela quando "sóbria".

Quando alguém dirige de forma imprudente ou se envolve numa briga por estar bêbada, já tinha essa predisposição antes. Só que era freada pela moral -- falsa, já que a moral verdadeira independe de repressão alheia -- ou pelas leis.

Já estamos em 2007 e ainda se fala em políticas de proibição?! A humanidade devia caminhar para um pensamento racional, desprendido de preconceitos e moralismos arcaicos, ao invés de retroceder com medidas como essa.

Muitos devem conhecer o ditado popular que diz que "o que é proibido é mais gostoso" [ou algo que o valha, hehehe]. Uma frase como essa já demonstra o "sucesso" que um plano desse tipo pode alcançar!

É o governo estadual, numa atitude BURRA, criando um novo inimigo público: o tráfico de bebidas alcoólicas nos horários de proibição!!

Ainda há mais dois argumentos que podem ser usados contra a "inteligentíssima" idéia do nosso secretário de segurança. Para ilustrar um deles, usarei minha experiência como exemplo.

Geralmente, quando saio com amigos à noite, consumo bebidas alcoólicas. Nunca dirigi, portanto, não represento nenhum risco ao trânsito. Também nunca arranjei brigas nos meus "passeios noturnos", apesar de ingerir álcool. A pergunta que fica na minha cabeça: Eu, e outras tantas pessoas pacíficas que gostam de se divertir, devemos "pagar a conta" pelos irresponsáveis?!

Ainda, como último argumento, cito o já usado [principalmente pelo donos de bares e etc.] tema do desemprego. Será que já se pensou seriamente sobre quantas pessoas, como garçons e outros trabalhadores da noite, perderiam seus postos de trabalho?

Deixo claro que, na minha opinião, a medida até pode surtir algum efeito. Mas ela é paliativa e injusta com muitas pessoas. Se o Estado quer combater o número de homicídios e os acidentes no trânsito, deve visar atingir a consciência das pessoas, não seus copos! Para concluir, uso o nome de uma comunidade do Orkut pra deixar um apelo ao secretário: "Eu NUNCA fiz amigos bebendo leite"!! Hahahaha [tentei terminar esse texto de forma irônica para não terminá-lo chorando...].





[Observações: 1- Desculpem qualquer erro de grafia. Meu computador trava a cada 20 segundos, e eu escrevi isso meio sonolento, hehe. 2- Se achar o texto interessante, repasse-o. Quanto mais pessoas tomarem conhecimento disso, maior será a chance de fazer oposição à tal "Lei Seca". 3- Originalmente postado em http://www.comentariosescritos.blogspot.com/]

18 de jul de 2007

Tentado [hahahaha!] organizar as coisas...

Estou sem internet em casa [Ó Deus, me acudaaaa!!! Hahaha] Por isso ainda não postei nada, apesar de estar de férias do curso que eu faço em "Um Grande Centro de Ensino do Vale dos Sinos".

1ª Notícia: Agora EU faço parte da "População Economicamente Ativa da Nação"!! Rá! Os tempos de VAGABUNDAGEM [?!] acabaram... Em compensação, a partir de agora "milagrosamente", vai aparecer grana na minha carteira. Depois disso, Gravataí vai tremer, ou quem sabe até afundar no magma fervente que está abaixo da nossa "querida" crosta terrestre [se tu faltou a aula de ciências e não sabe o que é crosta terrestre, TE RALA... Eu tenho cara de professor do primário?! Hahahaha]!

2º: Saiu o Era Vulgaris [o CD "Daquela Banda na qual EU estou Viciado"], e pretendo fazer uma resenha [atrasada, pra não perder o hábito!] sobre o disco que eu tanto propagandeei... Agora é esperar pra ver quando eu vou fazer esse negócio!

3º: Também saiu o CD novo do Smashing Pumpkins, que eu também citei num post anterior... Não é beeeeem o que eu esperava, mas é muito bom. Resenhá-lo também é um compromisso da minha campanha [ops, me enganei, hehehe]!

4º: Querem acabar com meus tragos nos fins de semana [ou dias de semana em que tem shows...] à noite!! Agora mexeram com algo sério, vai ser briga de facão!! Ninguém me convence que o álcool "gera" violência. No máximo ele "desperta" o animal irracional que alguns guardam no dia-a-dia... E, falando sobre essa teoria [mais uma das BILHARES de teorias que eu crio -- 99% delas esquecidas antes de chegar ao prêmio Nobel, infelizmente!!] vou escrever uma dissertação RAIVOSA, DIRETA, INCISIVA [pensem em mais adjeitovs bonitos, eu agradeço!] e, claro, canhota...

5º: Atrasado como sempre [afinal essa é a "MARCA" dos Comentários Escritos. Segundo o Einstein -- quero ver quem discorda dele! -- o tempo é uma grande ilusão... Então por que vou me preocupar em comentar as coisas com pressa?!], eu comento os fatos da vida cotidiana das grandes cidades... A algumas semanas houve toda aquela polêmica sobre as cotas para negros na UFRGS e tal. Sobre isso, eu tenho algo PEQUENO e SIMPLES pra comentar [afinal, de ser preto eu entendo, haha!!]:

Branco pobre, mas bem vestido, pode ser... Qualquer coisa.
Negro pobre, mas bem vestido é... Negro [quem sabe jogador de futebol, pagodeiro, mas sempre negro!].
Think about it, think about it!!

OBS.: Desculpem, mas não consegui colocar espaço entre os parágrafos do texto... Meeeeeerda!!

5 de jul de 2007

Da série: "Porque [apesar dos dedos gelados mal conseguirem teclar direito] desabafar é preciso. De vez em quando."

Porque [2] andróides não exprimem emoções... Fazem relatórios periódicos sobre seu funcionamento.

Pois é, voltei! E voltei por causa da raiva... Alguns dirão "oh, mas a raiva é tão ruim", ou "esse cara deve ser um maníaco-depressivo". Mas vocês se enganam [e "ai" de quem ousar me contrariar, haha]!!

A raiva [ou ira] não é ruim, desde que canalizada para fins "construtivos". Até vi um trabalho sobre isso lá na Unisinos esse semestre, trabalho esse em que nós devíamos apontar o lado bom dos sete pecados capitais e tal... O grupo que falou sobre a ira falou exatamente isso [...o que eu disse no começo desse parágrafo].

Mas pra mim não era novidade. Eu TENTO trabalhar com a raiva já faz algum tempo. Pois é, o pessoal lá da aula chegou atrasado numa resolução que eu já tenho a alguns [poucos, mas intensos] anos de "experimentação" dos "sentimentos [?!] adversos". No fim, pelo menos, isso tudo serviu pra reforçar meu ponto de vista. Além [é claro!] de dar um embasamento "sério" à uma das minhas doideras, hehehe!!

Mas não é exatamente sobre isso que eu quero escrever/digitar. Se isso é um desabafo, eu quero falar sobre os motivos que me levaram à raiva, e não dela propriamente... Acontece que EU sou a coisa que me deixa irado, hehe!! Tudo isso porque eu sou um tapado, idiota, LEEEEERDOOOO e, ultimamente, excessivamente introspectivo [e eu NÃO consigo mudar isso]...

O acontecimento que desencadeou essa "crise" [na real, essa é a tal "ponta do iceberg"!] ocorreu nessa semana. Eu não vou entrar em muitos detalhes, pois NÃO SOU EMO [!!] ou algo do gênero! Fato é que eu tive [será que ainda tenho?!] a chance de virar uma pessoa NORMAL [daquelas que tem UM motivo "em especial" pra andar por aí "alegre"]!!

E eu, com a ajuda de todos aqueles adjetivos citados no penúltimo parágrafo [antes deste], consegui DESPERDIÇAR isso...

A minha total falta de habilidade pra expressão de certos pensamentos/vontades fez com que eu continuasse nesse fundo de poço. E não é a primeira vez que isso acontece, por isso a raiva por essa fraqueza!

28 de abr de 2007

Três Coisas Importantes pra Mim Nesse Ano [MÚÚÚÚÚSICAAA]! Parte 2 - Final

Continuação do texto postado anteriormente...

2- Smashing Pumpkins VOLTAM esse ano!!! Billy Corgan [e seu fiel escudeiro, o baterista Jimmy Chamberlin] faz sua querida banda retornar do mundo dos inativos esse ano... O nome do disco será "Zeitgeist" [traduzido do alemão como "espírito de uma época", se não me engano!], e rumores entre fãs dão conta de que temas políticos serão abordados nele.

Zeitgeist será lançado no dia 7 de julho desse ano [UM dia ANTES do MEU aniversário... Aceito presentes, hahaahahahaahahaha!!]. A data, "07/07/07", teria sido escolhida conforme uma "profecia" envolvendo o número sete, que aparece no último CD de inéditas dos Pumpkins [Machina...], de 2000.

Mas o que tira o sono de quem é fã da banda seria o fato de que só Billy e Jimmy [até rimou, eles deviam fundar uma dupla sertaneja com esses nomes!!! Hahahahhahaa!] restariam da formação original!! James Iha, guitarrista da formação "clássica" da banda já admitiu, em entrevista [pra Rolling Stone gringa, se não me engano...], que não está envolvido no novo disco. A ex-baixista D'arcy é atendente numa loja de penhores [... ou num brechó, ou em algo que o valha, caramba!!] no interios dos EUA, e também parece distante desse novo "projeto"!!

Até a última baixista do Smashing Pumpkins, Melissa Auf Der Maur, parece ter sido deixada de lado por Billy Corgan! Apesar de ser fã confessa da banda e de ter se oferecido caso precisassem dos "seus serviços" [Aaaaaaaaahhhhhhhhhh!!! Eu tentado montar uma banda decente a QUATRO anos e nenhuma baixista desse nível se oferece pra tocar... E o "seu Billy" fazendo pouco caso da Melissa!! Deus, as vezes eu não entendo as coisas!!] ela parece, até o momento, dispensada.

Mas tudo isso ainda é especulação, já que a formação da banda não foi anunciada ainda. Shows estão marcados para a partir de junho em vários festivais da Europa e EUA. Até lá mistééééééériiooooo [hahaahaha]...


3- [Terceiro, mas não menos importante!!] Os CASCAVELLETES farão show em maio!!!!!! É isso mesmo, os caras se reunirão para uma apresentação na festa de dez anos da rádio Pop Rock [a rádio mais POP do Brasilllllllllllllllll... Com uma programação de músicas chata pacas!!], que acontecerá na FIERGS no dia 12 de maio...

Até aí beleza, maravilha, mas aí vem dois problemas [desde quando chinelão tem vida fácil??!]: o ingresso custa trinta [eu disse TRINTA!!] pilas [eu não tenho essa grana, mas acho que pela reunião dos caras vale a pena... só que agora vem o pior!] e o festival é recheado de bandas EMO [uma praga de início de século, assim como a Gripe Espanhola em seu tempo...], entre outras PORCARIAS como Reação em Cadeia e Nenhum de Nós [eu ainda terei uma camiseta com o dizer "I HATE Tedy Corrêa"!].

Já penso seriamente [seriamente?! MENTIRA!!] em assaltar velhinhas para conseguir a grana pr'o ingresso, já que TRABALHO e/ou ESTÁGIO [se alguém souber de um lugar em que aceitem um acadêmico de jornalismo pra trabalhar, AVISEM!!], que me daria condições de pagar a entrada, eu NÃO consigo [acho que a causa disso é o fato d'eu ser "canhoto"... Os "canhotos" se fodem num mundo de "destros"]!!

Mas, apesar disso, vale muito a pena ver os Casavelletes! Primeiro porque esse show é histórico, já que a banda é um dos [senão o maior!!] símbolos do tal "Rock Gaúcho"... Ver uma apresentação dos caras quinze [veja bem... QUINZE] anós após o término do grupo é, no mínimo, um privilégio que muitos não poderão ter!!


Segundo, [eu acho que...] gente de TODO o Brasil vai vir até a FIERGS no dia 12 pra ver esse show... Cascavelletes influenciou [e influencia!] muita gente do rock nacional. De "Feichecleres" até "Zefirina Bomba" [pode acreditar, Ilsom, vocalista da Zefirina cita Cascavelletes como uma de suas referências!!!], passando, é claro, por alguns outros inspirados menos talentosos... O fato é que eu não quero perder esse show!!

E termina aqui meu SACO pra escrever... Quem sabe daqui um mês eu consiga raciocianr de novo! Provavelmente eu TENTAREI "pôr no papel" [leia-se "pôr no Bloco de Notas"!] um manual de "Como Doutrinar Um Indie", para pessoas bondosas que queiram ajudar essas almas sem luz. Hahaahahahahaahahahhaha!!

25 de abr de 2007

Três Coisas Importantes pra Mim Nesse Ano [MÚÚÚÚÚSICAAA]! Parte 1:

[NOTA DO REDATOR -- boa essa, "redator", hahahahahaahahha: Eu dividi essa bíblia, que eu escrevi, em três partes! Senão ficaria muito maçante ler tudo de uma vez!! Aí sim que nenhum dos nossos [3] leitores vai ler!!]

Bom, pra início de conversa, é ESSENCIAL dizer que atualmente, pra mim, é um sacrifício escrever. Não consigo me concentrar para tal atividade, os assuntos me fogem dos neurônios e, no fim das contas, eu acabo não conseguindo sintetizar minhas idéias!! E isso, pra alguém que pretende ser um "jornalista" [risadas irônicas: HAHAHAHAHAHAHA!], é FODA [Foda?!! Dificuldades de se expressar podem garantir qualquer coisa, mas fodas, definitivamente, NÃO]!

Mas não é sobre isso [pelo menos explicitamente, eu acho...] que eu quero falar! Os assuntos de meu interesse nesse texto são, basicamente, três [eu disse TRÊS!!]. São coisas que vem para abalar [no BOM sentido, saca?!] as estruturas da minha vidinha tão "sem sal" [claro que esse abalo é meramente musical, mas música na minha vida é algo MUITO importante]...


1- Faz uma semana que o Queens of the Stone Age, numa jogada de marketing muito "afudê", liberou um b-side do próximo albúm, Era Vulgaris, pra divulgação do mesmo ["esse" mesmo a que me refiro não é "aquele" mesmo citado nas portas de elevador!! Importante frisar isso, hahahaaha!].

Os caras sortearam um CD com a música [ainda não ficou bem esclarecido se a música se chama "You Know What You Did" ou "Era Vulgaris"... Paciência!] entre participantes do fórum de discussões sobre o QotSA, no site da Rekords Rekords, gravadora do Josh Homme.

A faixa tem participação do Trent Reznor, do Nine Inch Nails [banda que não me chama muito a atenção...], fazendo backing vocals [ainda não é sabido se ele contribui de outra forma na música]. A composição tem características semelhantes, principalmente, com os dois primeiros discos da banda. Estes mostram desde o "Robot Rock" [termo cunhado pelo próprio Josh] no primeiro CD [homônimo], até um "flerte com a psicodelia" causada por "aditivos químicos", que aparece no outro CD [intitulado Rated R].

A má notícia para muitos fãs da banda [EU incluso nisso, CARAMBA!!] é que a tão esperada volta do ex-baixista, Nick Oliveri, certamente não acontecerá no Era Vulgaris. Parece que Alain Johanes, multi-instrumentista que participou do último disco de estúdio da banda [Lullabies to Paralyse] também gravou as linhas de baixo nesse novo disco... Nada de músicas como "Autopilot", "Quick and the Pointless" ou "[You Think I Ain't Worth a Dollar, but I feel Like a...] Millionaire" nos shows do QotSA, aparentemente!!

PAREM AS PRENSAS!! NOTÍCIA DE "ÚLTIMA HORA": Na noite de quinta-feira [comecei a escrever isso na quinta a tarde e "tô" revisando e terminando
na sexta...] o QotSA disponibilizou para audição, em seu site [www.qotsa.com], umas das músicas que sairão no novo disco!!

Ela se chama "3's & 7's", e já foi "ripada" [acho que o termo é esse... Foda-se, não sou hacker, não tenho obrigação de saber "termos técnicos"!!] por algum fã... É só procurar pela internet pra fazer o download dela!! A faixa tem um riff inicial que pode ser descrito como "a mistura de 'Smells Like a Teen Spirit' [alguém NÃO sabe que essa música é do Nirvana?!] com 'Song 2' [do Blur]"!! Mas isso é só no início, pois logo a seguir a música toma rumo num "riff quebrado" [não sei explicar isso, só escutando MUITA música pra entender, acho], com uma métrica que foge do básico "verse-chorus-verse" [que é o modelo tradicional das músicas...]. Um autêntico "Robot Rock" com selo de qualidade QotSA [SIM!! Eu sou FÃ do som dos caras]!

PAREM AS PRENSAS [2]: De tanto eu atrasar a colocação desse texto no blog, deu tempo pr'os caras colocarem OUTRA música na internet!!! Ela se chama "Sick, sick, sick". Ela traz a "tão comentada" participação do Julian Casablancas, dos Strokes [mas, como é tradição na participações especiais em CDs do QotSA, ele mal aprece na música], cantando e tocando guitarra. Ela tem um riffzão "bem pegado", o que garante diversão e até umas "balançadas de cabeça" [head bang, entende?! Hahahaahahaha]!E, antes que eu esqueça, ela tem um refrão lindamente "insinuativo". Olhem só a letra do refrão: "Sick, sick, sick/ Don't resist". Se o cara não prestar atenção pode sair cantando "six, six, six, don't resist"!!! Haahahahahaahahahahaha [essa foi pr'o pessoal que curte 666!! Hahahahaahha].


Suposta capa do novo disco. pode ser vista em www.qotsa.com

2 de abr de 2007

Conversa Fiada...

Esse texto aí em baixo foi (re-)feito para a disciplina de "português para comunicação II"! Então, se TU (... 3 ou 4 pessoas que lêem essa coisa!) não tá acostumado a ver "dissertações-pseudo-normais" como essa entre o que eu escrevo, tá tudo explicado (como se eu devesse explicações pra alguém sobre o que eu escrevo... Haha)!!

E aproveitando a ocasião, convido os colega a lerem (se tiverem saco e disponibilidade para tal, CLARO!!) outrs textos do blog... Não são obras-primas da literatura, mas são feitos com toda a sinceridade (se é que isso vale alguma coisa, atualmente...)!!

E era isso!!

Moral, TV e Censura.

Desde a década de 70 o brasileiro tem uma companhia tão ou mais freqüente quanto os tradicionais carnaval e futebol. Essa companhia é a TV, que leva a muitas pessoas os mais variados produtos culturais, inclusive os dois símbolos de “brasilidade” citados acima. E as crianças, em grande parte, são as mais afetadas (para o bem e para o mal) com esse hábito. Muitas são deixadas pelos pais junto da TV durante longos períodos do dia (períodos esses que compreendem desde os desenhos matutinos até novelas e filmes entre a programação da tarde/noite). Dessa forma a televisão funciona como uma “babá eletrônica” em boa parte dos dias desses jovens.

No sentido de proteger o público infanto-juvenil , o governo criou novas regras para a classificação dos programas de TV, como retratado no artigo “Nada a ver com censura”, publicado por Veja em 21 de fevereiro deste ano. O texto mostra a reação das emissoras que, contrariadas, levaram o caso ao Supremo Tribunal Federal, pois consideraram a avaliação inconstitucional e “um flerte com a censura”. Mas será que a medida vai mesmo contra a liberdade de expressão, ou é basicamente uma tentativa de filtrar a programação em vista do público de menor idade?

As emissoras não podem lavar as mãos e se omitir frente aos efeitos da sua programação. Deveriam sim criar mecanismos de auto-regulamentação, como no caso da publicidade, por exemplo. A omissão é um ato de conivência, e a televisão influi diretamente no dia-a-dia de crianças e jovens que, volta e meia, são lembrados pela própria TV por chavões como “futuro da nação”.

A regulamentação é necessária nesse momento, pois não há maneira mais eficaz de “proteção”. A ABERT (associação das emissoras de rádio e TV) defende que os aparelhos venham a ter dispositivos que permitam aos pais selecionar os programas assistidos pelos filhos. Mas além de oneroso, esse meio não tem regulamentação, como abordado no artigo de Veja. Quem sabe quando a TV digital for amplamente difundida no país este tipo de recurso seja possível. Mas enquanto houver aparelhos no formato tradicional essa solução não surtirá efeito em grande escala.

Além de tudo isso, há outra questão, que parece óbvia para muitas pessoas, menos para os responsáveis pela programação das emissoras. As crianças não estão preparadas psicologicamente para ter acesso a certos conteúdos mais explícitos quanto ao sexo e à violência. Expostas a essa programação, elas podem ter problemas de convívio social, tanto na juventude quanto na idade adulta.

Também não podemos esquecer de citar que, antes de tudo, isso é um problema de cunho moral. E a moral muda de povo para povo, e de tempos em tempos. Há cinqüenta anos o acesso dos jovens a informação sobre DST’s e métodos anticoncepcionais, por exemplo, era muito menor do que é atualmente, já que o assunto era considerado um tabu (apesar de que em muitos lugares e famílias, ainda hoje, o assunto permanece sendo tabu).

O que não podemos permitir, no entanto, é que menores tomem conhecimento desses temas sem nenhuma orientação adequada. E claro, qualquer regulamentação do governo ou de qualquer outro órgão só funciona quando os pais estão atentos à essas mudanças e à que seus filhos assistem na TV.

Thiago K. Santos

10 de mar de 2007

E, enfim, as coisas recomeçam e seguem o rumo...

O estudo começou e o Thiago se pergunta: Por que jornalismo, dentro de um universo tão grande de possibilidades? Não sei, não sei, caramba!!

Finalmente acho que vou conseguir condensar minhas "idéias filosóficas" em forma de texto!! Depois de duas aulas sobre Ética (ramo da filosofia!) e uma conversa rápida com a minha professora, acho que consigo exprimir meus pensamentos e aflições sobre a sociedade. Tudo isso com o embasamento necessário para ser compreendido e levado à sério. Filosofia é a coisa mais impressionante do mundo!!! agora só falta a preguiça cooperar e deixar eu escrever sobre...

Esse "textinho" aí em baixo já é meio velhinho, mas resume bem como foram meus dias nesse verão 2006/2007. Como já é habitual, não espere muito otimismo e conformidade nessas palavras...


Hoje

Hoje foi o dia imprestável
(enquanto o Sol raiava quente, lá no alto
eu estava bem aqui, com a pressão lá em baixo)

Hoje como em muitos domingos
(em que se acorda tarde
se almoça com a família automaticamente
e a pessoa nem dorme nem age
só espera, inerte, o dia chegar chegar ao fim)
O dia não valeu nem uma migalha de pão velho

Eu convivi intensamente comigo
Um ser naturalmente anti-social
Mas (que ironia!) que até gosta
Mas não sabe conviver muito bem com as pessoas

Hoje eu vivi morrendo o dia todo
Na estrada e no estudo
E sobre a morte:
"Se ninguém te contou
atualmente, todo mundo corre risco de morte
principalmente depois que se nasce!"

Mas antigamente também era assim...
Eu não estava aqui pra ver, mas eu acho

Hoje, eu só queria não desperdiçar um dia
como eu desperdicei hoje...

Brevemente (se Deus quiser!!) uma resenha apaixonada e tendenciosa sobre o Rated R (se TU não sabe o Rated R é o 2º disco do Queens of the Stone Age, melhor banda da atualidade!!), esperando o "Era Vulgaris"!!!!

16 de fev de 2007

Enquanto o ano não começa de verdade (capítulo 2, versículo 1)!!

Bom, para os 3 (trêêêêêsss!) leitores que frequentam essa BAGAÇA, esperando uma atualização decente eu já digo: FODA-SE!!! É férias, ninguém consegue (e nem se esforça para) raciocinar logicamente e escrever um texto!! Afinal, férias é a época do ano em que as pessoas descansam e fazem coisas diferentes do habitual... Pessoas que tem uma VIDA até praticam atividades alegres, divertidas e saudáveis nesses meses, e tal... Eu simplesmente continuo na minha resignação, vou sobrevivendo, fazendo NADA, ou vivendo no TÉDIO, como preferir chamar (são tempos "em branco", em que nada significante acontece, nem para o bem, nem para o mal)!!

Mas como eu não tô fazendo nada importante aqui na frente do computador (só vendo sites que não ajudam no meu crescimento espiritual!!), e por que eu sou um cara "LEGAL pra caralho", vou contar o que acontece atualmente com os mega-astros-superstars-motherfuckers criadores dos C.E. (marca registrada em 666 países... Nem te fresqueia a copiar)!!

Se VOCÊ ("...você, e TODOS vocês!! A praga do dia será...") não sabe, essas três pessoas iluminadas pelo Dom divino tem vidas bem-sucedidas e que interferem DECISIVAMENTE nos rumos da humanidade (...6 Bilhões e meio de parasitas... Essa tal humanidade!), atingindo diretamente a SUA vida (numa "via expressa direto até o seu crânio", uáhahaahahahaha)!!

Bom, pra começar, Mano Eduardo da quebrada está envolvido com o Windows Vista (a pouco tempo lançado por aqui!)... Ele é o master-consultor-fodão da Microsoft no Brasil e está gerenciando toda a operação estratégica de mercado desse novo sistema operacional aqui, na terra da caipirinha, do samba e do CARNAVAL!!!!

Numa animada partida de biriba com o seu "parceiro" e "mano de fé" Bill Gates (Little Bill, para íntimos!) numa praia do RS, mano Dudu (como é conhecido nas quebradas de Gravataí, onde "goza" de credibilidade nas ruas!!) soube que é o indicado direto para a sucessão do "tio Bill" no controle da mega-empresa do ramo monopólio-informático (esse último termo eu INVENTEI AGORA!!)... Azar o deles, eu uso Mozilla Firefox, tenho cópia pirata do Windows e não jogo Xbox!! É a vida...

Já Dom Rodriggu's está envolvido em seus mega-hiper-fodas (duplo sentido nessa última palavra! Entenda nas próximas linhas!) projetos cinematográficos!!

Fontes fidedignas (seja lá o que quer dizer essa palavra!!) dão conta de que Rodriggu's estaria negociando para assumir a direção de uma grande produção do ramo dos "filmes educativos"... Falando nisso, a renomada e premiada "marca" (ou será Grife? Selo? Estúdio? Seja lá o que for...) de filmes educativos "Buttman" esteve em Porto Alegre recentemente gravando mais uma de suas películas (contando com um show da banda porto-alegrense Baby Doll de "bônus track")! Será que aí teve negociação??!

Outras fontes dizem que Dom Rodriggu's estaria prestes a lançar um filme totalmente experimental, calcado (que palavra "bunita", hein??!) nas idéias do cinema de terror japonês (hahaahaha! Piadinha interna!!) e no cinema de vanguarda austro-húngaro-polonês-uzbequistanês do começo do século XX!!

Bom, quanto a mim, tenho que dizer que "menti" no 1º parágrafo... Claro que minha vida NÃO é um TÉDIO SEM FIM! Eu sou guitarrista-baixista-backing vocal em 317 diferentes bandas (virtuais!) de rock, indo desde o rock 'alternativo' influenciado pelo Sonic Youth, passando pelo Stoner de bandas como Kyuss e QotSA, chegando até a influências do Hard-Core de protesto etc e tal (tipo Dead Kennedys, "tá ligado"??)...

Sendo assim eu estou excursionando com minhas 442 bandas pelo Brasil e pelo mundo, vivendo todos aqueles clichês apaixonantes do rock (tipo, Sex, Drug's and Rock n' Roll... algum protesto e muita raiva...), fazendo solos com a ESCALA PENTATÔNICA DE BLUES (a ÚNICA que eu sei!), tocando com instrumentos afinados em tons GRAAAAAAAAVEEEES, conhecendo pessoas e tal!

Numa Era que terá início brevemente, eu lançarei ao mundo o que realmente importa, as duas fusões mais fodonas do rock: o Stoner-Blues e o Punk-Blues (sim por que, apesar de eu conhecer pouco, o Blues me influencia MUITO!)

Então, se você quer a "Luz da verdade absoluta", transmitida por este blog, espere pela vovózinha, pelo fim das férias ou pelo CHINESE DEMOCRACY (quem entender essa última "tirada humorística" ganha um prêmio!! Não que valha muito, mas pelo menos um lenço USADO tu ganha, com certeza!)...

E não esqueça... Tem CD novo do Queens of the Stone Age esse ano, e ao que tudo indica se chamará "Era Vulgaris"... A esperança morre junto com você!! Se você não morreu, procura direitinho que ela deve estar perdida no meio da bagunça!

"Os nomes dos personagens são fictícios, qualquer semelhança com pessoas e/ou historias reais é mera coincidência!"

31 de jan de 2007

Enquanto o ano não começa de verdade...

Bom, enquanto eu me reorganizo depois de alguns dias passados na praia, estou postando aqui mais um de meus "escritos rimados"... Não ousaria chamar isso de MÚSICA, mas tudo bem, escolha o nome que preferir...

Tudo isso só pra ENCHER LINGUIÇA enquanto não posto nada decente por aqui!!

E sim, em breve uma "resenha" sobre minha temporada (...de 5 dias!!) em Torres!!! Comentários Escritos (MARCA REGISTRADA, CARALHO!!) também é seu "guia de viagens" nas férias!!!!

A letra abaixo foi feita no final de 2004, se bem me recordo, na manhã de 25 de dezembro (ou outra manhã em que acordei tarde e fui almoçar com a família reunida...)!!

Obviamente mostra minha indgnação com as crenças colocadas na cabeça da população na época em que o calendário perde sua validade...

Crenças de Final de Ano

Feliz ano velho
Adeus ano novo
Você acredita
Que tudo vai mudar
Mas só por causa da data
Nada vai melhorar!

Te vendem a idéia
De um tempo novo
Mas o que "eles" querem
É te enganar de novo!

Brincam com a sua esperança...
Querem nos fazer de criança

Mais um ano se passa
E as mentiras continuam
Mais um ano se passa
Eu sei que ainda roubam!!
Querem nos manipular.

Nem Natal me engana mais
Papai Noel, velho gordo
De vermelho, não me engana mais!!
Propaganda da Coca-Cola
Só pra vender mais!

Manipulação
Na minha televisão!!


Felicidades a todos... Durmam tranquilos (vendo o "Bom Velhinho" flagrado na foto abaixo, depois de uns trago no fim de ano)...


18 de jan de 2007

Uma segunda-feira bem louca (Uma "resenha" bem meia boca)!! Roooock!!

Essa "resenha" devia ser parte de um texto sobre várias coisas que aconteceram atualmente... Mas como tomou um tamanho próprio, e acho que merece algum destaque, vou postá-lo separado do resto do texto (resto que, se minha preguiça deixar, será postado algum dia da humanidade!)...

O texto trata do show ao qual assisti no bar DR. Jekyll, com Damn Laser Vampires, Dirty e Vum-Vum, que eu assisti nessa segunda-feira (15/01)... Dia em que só os vagabundos (como eu!!), os loucos (como alguns amigos e amigas trabalhadores que estavam lá!!) e os INDIES fazem festa (bom... Se eu for destilar meus adjetivos nada elogiosos sobre essa raça eu faria NOVAMENTE um texto unicamente sobre isso!! Então deixa quieto...)!!

Fui até o Jekyll, em Porto (Alegre??? Só depois que eu ando levemente bêbado pela madrugada...) pra ver o show da DAMN LASER VAMPIRES, que, segundo eu mesmo é puta-que-pariu-afudê-pra-caralho-muito-booooom!! e a Dirty, que dispensa comentários...

O fato é que fui até o Jekyll bebendo (com o grande amigo e futuro colega de banda Rafael, vulgo Psycho... OU vice-versa)... REFRIGERANTE... PURO (pô, isso nunca aconteceu comigo antes, nunca tinha falhado nisso! Essa foi a 1ª vez, eu não sei o que tá acontecendo comigo... Preciso me concentrar. Hahahaahha)!!!

Depois com as belas (E agradáveis!!) companias da Tassi e da Camila comemos umas batatas fritas e tomamos uma ceva antes de entrar. Falamos sobre uma caralhada de coisas, que provavelmente não lembro todas...

Depois entramos no Jekyll (...definido como "um corredor" e "nunca mais venho nesse lugar!", pelo Rafael!!). Claro que antes da meia-noite, pra pagar mais barato!! Eu estava contente com a promoção do dia, que consistia no seguinte: 2ª ceva era por conta da casa (Uhúúúú)!! O ÚNICO problema é que UMA LONG NECK custava 5 REAIS!!! Isso é o preço de ceva num puteiro (e isso é verídico! Não é zoação gratuita!), não num bar dito "underground"!!

Puta mundo injusto, meu!!!

Mas vamos aos shows propriamente ditos!! A Vum-Vum tem o NOME MAIS RIDÍCULO QUE EU JÁ VI NUMA BANDA... E olha que eu me importo com isso por que acho legal o som deles (SE fosse ruim eu queria mais é que explodisse)!! Com um nome melhor essa banda tem muito potencial.

Apesar de eu achar que a banda é de uns indies-bundões-pseudo-estilosos (acho que indies e bundões não sinônimos!!) o som deles me agrada, e eles fazem acordes VISUALMENTE muito bonitos nas guitarras... Mas sabe como é, eles são bons... a partir desse momento entraram em cena as bandas MELHORES AINDA!!

A Dirty, no meu caso, já sobe no palco com o jogo ganho... Gosto do som dessa banda A VALER, MUITO MESMO, desde a 1ª vez que ouvi!!! Fora que eles ainda contam com algo OUTRO ponto forte... É uma banda praticamente feminina, algo lindo de se ver (apesar de que a maioria das bandas muito femininas que ouvi não terem algo muito 'lindo' de se ouvir... Aí está a diferença: Dirty tem 'beleza' e qualidade)!!

A única coisa que estranhei é que "só" tocaram com 2 guitarras!! Aúltima vez que vi a banda tinha 3 guitarras em palco!! Essa juventude é "sônica", hehehehehee...

Damn Laser Vampires... Bom, o show deles empolgou "grande" (se é que dá pra chamar algo de grande dentro do Jekyll!!) parte do público... ATÉ ALGUNS ÍNDIOS (ops... Indies)!! Muita dança... Mas acho que passos descontrolados, pulos, empurrões, gritos, suor e outras doideras não são classificadas como "dança" pelas pessoas normais que ditam as regras!! Foda-se...

O que importa é que o show deles botou tudo abaixo, animou até defunto (...ou zumbis, ou vampiros, heheehhe!)

Detalhe que vale ressaltar: muito engraçado (e legal!!) foi ver o Taiguara, guitarra e vocal da AdeNóóóóóóóóóóide, agitando muito nos 2 últimos shows da noite!! Não que ele não possa fazer isso, mas o fato é que eu sempre vejo ele muito compenetrado quando a banda dele toca, que nem não tenho o costume de ver ele agitando no meio do pessoal daquele jeito!! Nem parece o mesmo cara, hehehehe...

Depois dos shows o que aconteceu ainda no Jekyll não é de interesse das massas que por ventura lêem isto... Tocou vários reggae's (dos BONS!) e a gente ficou descansando, nada de interessante.

A ida a pé pela Borges de Medeiros, até o centro, pra pegar o ônibus de volta pra casa é que foi MUITO afudê (sim, eu ADORO andar por ruas urbanizadas à noite!!). Mas tá tarde e eu tô com preguiça de continuar a escrever e contar os pormenores... Quem mandou TU vir ler um texto de um BAITA preguiçoso???! Eu não te obriguei (será??!), com certeza não!!

O que importa é que a noite foi legal (apesar de eu NUNCA me contentar plenamente, por motivos de incompetência minha que não serão discutidos aqui...), apesar dos preços. E dos indies da capital!!

11 de jan de 2007

Comentários Escritos 2007
Ano 5 - Esse é O ANO DO C.E!


Satisfação Garantida ou o seu pulso da net de volta*

* Caso queira mesmo seu pulso de volta ligue 10314 BR Telecom espere no minimo,eu disse no minimo umas 3 (três) horas fale com todo os funcinários que estiverem de plantão,ouça todas as musiquinhas de espera que existe na história do Telemarketing e depois a moça vai dize "Senhor,não foi possivel realizar essa operação,mais alguma dúvida?"...tu não vai querer te encomoda ne?!é eu imaginei...então te aqueta e continua lendo...

Primeiramente peço desculpas aos mais de 5 (?) internautas super-ativos que frequentam o Blog,fiquei muito³ tempo sem atualizar o site,então esses dias desanimado acessei,quando vi que estava atualizado.Sim!o nosso Black Brother Thiago Hittler sócio fundador criador redator jornalista canhoto esta regularmente atualizando o Comentários (MARCA REGISTRADA),ele até colocou os links aqui no canto direito (dá uma olhadinha),não é genial?..ahhh essa tecnologia,um dia pego minhas trouxas e vo mora com os xingús.

Eu Sinto (sem segundas intenções) e eu boto (com Segundas intenções) fé no Blog do C.E esse ano.De acordo com a numeróloga Aparecida Liberato o ano de 2007 somado ao contrario, subtraindo a porcentagem do PIB do Brasil o ano passado com a Bovespa será um ótimo ano para os Blog's que começam com a letra C,não é surpreendente?!tipo o nosso blog começa com a letra C (lê ce)..sacou?!C.E.nao?!ah...mas o meu time tá na Libertadores...hahaha que tri né?!não?!

Nesse meio tempo que eu fiquei de fora,uns 2 ou 4 meses,eu perdi muito assunto pra zua,perdi as eleições,fim de ano,retrospectiva 2006,crise aérea,morte do Sadan,mas como nóis não se apega em detalhes tocaremos (sem segundas intenções) todos juntos (?) o barco para que o C.E seja um suuuuuu-ces-so esse ano.

AS NOTÍCIAS DO DIA!
11/01/07


CICARELLI TIRA YOUTUBE DO AR E DIZ QUE NÃO FOI ELA.

A atriz,apresentadora e baita de uma cadela Daniela Cicarelli alegou numa entrevista exclusiva para o Comentários Escritos que a culpa do site YouTube ter saido do ar não foi dela,ela só entrou com a ação pro seu vídeo ser retirado mas não o site todo.Ah,então quer dizer que ela vai lá pra Espanha,faz bubiça ao ar livre,putaria du caralho que não durou nem três minutos (?),vem pro Brasil cheia da onda (sem trocadilhos) e ainda quer ter razão?!...Ah,Cica...vai VTF.

SADDAM HUSSEIN É VISTO VENDENDO MANDOLATE E CAUSA REVOLTA NO POVO IRAQUIANO.

Nessa quinta-feira um alvoroço tomou conta do Centro Comercial (O CEASA de Bágda),um homem alegou ter visto dentre aquele povo todo,Saddam Hussein,isso mesmo,o ex-ditador que foi enforcado semanas atras estaria perambulando no centro da cidade como vendedor ambulante.O homem foi linchado por ter desrespeitado a memória de Saddam e ter brincado com coisa séria.

E adivinha?!Sim!O video do pobre homem sendo linchado já está no YouTube...
Agradeça a Cicarelli por eu não puder colocar o link aqui...:P VACA!

O Comentários vai ficando por aqui e vcs por aí mesmo...vo lá que tá começando a novela...fui!

Rodrigo Amaral

5 de jan de 2007

2007 chegou, roubou tua vaga no sofá e tu nem viu?? Comentários Escritos mata as charadas do novo ano pra ti!!

Você sabia que o YouTube quase levou um "pé na bunda" (!!), perigando ser tirado do ar no Brasil por causa da Ciccarelli???
Pois é crianças, vocês quase perderam o site preferido DE VOCÊS (não meu, por que minha internet discada e meu PC de "última geração" não permite ver essas "extravagâncias") por causa daquele videozinho sacana em que a "musa das cervejas de boca larga" aparece fazendo coisas totalmente EDUCATIVAS com o seu namorado, seja lá ele quem for!!!
Mas o desembargador da justiça de São Paulo (Ênio "blá blá blá não sei das quantas"...) garantiu que a ação contra o YouTube não vai dar em nada (até por que a "Cicca" já deu coisa mais interessante, como mostrado no vídeo!), por que ele é fá de carteirinha do site. Ele confessou em entrevista EXCLUSIVA para os Comentários Escritos (marca registrada, CARALHO!!) que fica a tarde inteira no Fórum vendo videozinhos da Silvia Saint, sua atriz dramática preferida, através da conexão de alta velocidade (...proporcionada pelos cofres públicos)!!

Mataram o Saddam!! E eu pergunto... Cadê os Direitos Humanos nessa hora (não que eu ache que o "seu Saddam" mereça alguma misericórdia, muito pelo contrário. Mas...)?? Engraçado, quando os Estados Unidos denunciam os horrores que ditadores opostos ao seu imperialismo provocam em seus domínios, todo o planeta fica estarrecido... Já quando as atrocidades convém aos Yankes... (insira AQUI qualquer praga de sua preferência contra o sr. Bush!!) a história é diferente!!

Os milicos invadem as terras do "titio Beira-Mar e Cia."!! Pelo menos é o que o governador do Rio tá pedindo para nosso (SARCASMO MODE 'ON') "amado e venerado" presidente (SARCASMO MODE 'OFF') José Inácio "Não Sei De Nada" Lula da Silva nesses primeiros dias de ano-novo!! Uma REPORTAGEM INVESTIGATIVA dos Comentários Escritos descobriu que 80% dos "fogos de artifício" no tradicional Reveillón carioca nada mais eram do que TIROS disparados por traficantes, que faziam suas festinhas de comemoração!! Parece que a ordem dada a policiais e militares do Estado do Rio de Janeiro é a seguinte: "ATIRA NA PRIMEIRA COISA QUE FIZER BARULHO! SE NÃO ADIANTAR, COOOOOOOORREEEEE!!"

Morreu James Brown (isso ocorreu ainda na semana de Natal, mas eu tô a fim de comentar e pronto)!!! Aaaaaaaaaaaawwaayyyyy!! Sem palavras, o cara era simplesmente fodão às ganhas!!
A única coisa que não colava ultimamente era aquela cara dele cheia de plásticas, e o cabelinho, que não era natural nem aqui, nem na China!! Mas o cara tinha crédito, e é isso que vale!!

Vai começar o próximo BBB (Big Besteirol Brasil)!! Na edição brasileira de número 1 porralhão, o programa vai contar com os esteriótipos de sempre... A boazuda, O estrategista, Os pobretões, O palhaço da turma, etc...
Agora FALANDO SÉRIO (se é que eu consigo fazer isso!)... Vocês já pararam pra pensar que o BBB é como um zoológico?!! Tipo, animais vivendo (e convivendo!) em cativeiro e tal... Essa teoria brotou na minha cabeça a algum tempo... Mas isso é papo pra dissertações-político-ideológicas, não pra apresentar as novidades do começo de ano...

Bom, e a crise aérea no Brasil?? Essa acho que nem precisa comentar... Eu ia viajar hoje no meu Boeing particular, mas não deu por causa dos controladores e tal... É FODA!!


(ALGUÉM COMENTE ESSA COISA, POR FAVOR, CARAMBA!!

1 de jan de 2007

O Thiago... 2007 (Ano-novo... Vida Velha!)


Acompanhe as reflexões feitas por esse amigo que lhe escreve sobre a virada do ano, o tal "ano-novo" (??), a vida em geral e aquilo tudo que sempre está aí e que ninguém percebe (muito menos eu!!)

Lembrando que meus comentários são NADA sarcásticos, niilistas ou pessimistas!! Eu só minto um pouco sobre as características dos meus textos...

http://ubbibr.fotolog.com/master_liga
http://ubbibr.fotolog.com/master_liga

(ACESSE ESSES LINKS AÍ EM CIMA!!)

...Boa Sorte a todos nesse ano!!